.

Takemussu Aiki


Infelizmente por falta de visão de algumas escolas que praticam o Aikido como se fosse uma ginástica, ou uma dança, ou então pensando apenas em termos de defesa pessoal, sem reverencia ao Divino, sem vislumbramento para a grande natureza o “Daishizen”, não evoluem e acabam achando que as técnicas não funcionam. Cometem o mesmo erro que alguém faria tendo um revolver e no lugar de atirar usando balas usassem uma pedra para golpear atacantes.
Para que o Aikido realmente cresça no mundo esta maneira de ver a arte de forma limitada tem que mudar.
Por isto é importantíssimo a compreensão do “Takemussu Aiki” ,que os mestres alunos de O Sensei que realmente treinaram com ele por longos anos sabiam, e que poucos atualmente herdaram, mas eles existem.
Como se disse , este aspecto do Takemussu Aiki chegou no Instituto Takemussu ainda na década de 80, quando o mestre Wagner Bull foi aluno de Massanao Ueno , um pastor xintoísta que houvera treinado com um aluno de O Sensei e ele próprio também, e este lhe ensinou estes conceitos básicos pela primeira vez e durante 3 anos lhe inspirou a criar uma organização para juntar pessoas que tivessem interesse em pesquisar e evoluir dentro da proposta . No inicio ele foi mal compreendido, pois é sabido que "Santo de casa não faz milagre", mas com o tempo as pessoas começaram a entender melhor o que ele começou a dizer aqui no Brasil através de livros e artigos que fez chamando atenção para o Takemussu Aiki.
Hoje, já existe farta literatura sobre Takemussu Aiki disponível para quem quiser ler inclusive em português, muitos destes livros foram traduzidos pelo mestre Wagner Bull, diretor técnico do Instituto Takemussu.
O pros lhes dando uma existência muito mais consciente e feliz.
E poderão então repetir, com reverencia, temor e deslumbramento, no começo e final de todas as aulas como fazemos no Instituto Takemussu, a expressão :

“Kannagara Tamashii Haemase”
(Seguindo as leis do Universo a cada dia seremos mais e mais felizes).

Sejam bem vindos no Instituto Takemussu , ou comecem a praticar visando o Takemussu Aiki os aikidoistas que ainda não o conhecem, e que tenham olhos para ver, os ouvidos para ouvir e o coração para sentir.